terça-feira, 22 de abril de 2014

Eu voltei =D Resenha: Série Strange Angels - Lili St. Crow

Postado por Diandra By Di às terça-feira, abril 22, 2014



Olá para todas,

Depois de 2 anos afastada do blog eu finalmente decidi voltar (quer dizer, tomar vergonha na cara e voltar ^^).
Logicamente estou estruturando um novo jeito de fazer isso aqui funcionar. Meu tão amado cantinho...
Quero e pretendo continuar falando de maquiagem e dicas de moda e cabelo, porém também vou falar de livros, de filmes, de comida e etc. Enfim, vou falar de tudo o que faz a minha vida ser tão estranhamente maravilhosa.

Isso, sem dúvida, será um novo desafio.

Vamos torcer ;)

Estou me sentindo bem ansiosa e feliz. E espero tratar este blog com mais seriedade e paixão.

Agora vamos deixar de enrolação e vamos a resenha de Série Strange Angels de Lili St. Crow.



Autor: Lili St. Crow
Editora: Novo Século
Páginas: 288
Classificação:
 3.5 / 5

Sinopse

"Dru Anderson se acha estranha por mais tempo do que é capaz de se lembrar. Ela viaja de cidade em cidade com seu pai, caçando coisas que nos aterrorizam à noite. Era uma vida bem esquisita, mas boa - até que tudo explode em uma cidade gélida e arruinada de Dakota, quando um zumbi faminto arromba a porta da cozinha. 
Sozinha, aterrorizada e sem saída, Dru vai precisar de cada pedacinho de sua esperteza e treinamento para continuar viva. Seres sobrenaturais decidiram ser os caçadores - e desta vez, Dru é a presa. Chance de sobrevivência? De pouca a nenhuma.
Se ela não durar até amanhecer, acabou a brincadeira..."



O que eu achei?

Adorei.
A personagem principal chamada de Dru é uma fofa, ela é engraçada, irônica, sarcástica, com um senso de humor negro. Enfim, ela é o tipo de garota de 16 anos com cérebro. Não é o tipo de personagem feminina que chora e suspira por qualquer cara bonitinho. Ela é durona.

"Meu Deus. Aqui estava eu, congelando o traseiro com o gótico descolado. Alguns dias eram tão piores que os outros que até perdiam a graça."

Sua vida tem sido bem difícil já que seu pai é um Caçador de Monstros (por assim dizer). O Livro segue uma linha bem parecida com a série Supernatural, vocês já devem ter ouvido falar.
Então nossa querida Dru cresceu dessa forma, viajando por vários Estados dos Eua e passando pouquíssimo tempo em algumas cidades, até que o pai dela eliminasse a ameaça que dominava aquele lugar (fantasmas, baratas gigantes, zumbis e etc). Logo, ela nunca passou mais de 4 meses em um lugar, e sendo a ajudante de seu pai, ela teve que crescer muito antes da hora.

A primeira impressão da personagem é muito boa.

O livro tem uma ótima narrativa, sendo bem dinâmico, engraçado e prende a sua atenção do começo ao fim. A única coisa que eu não gostei é que eu acho que a autora se repetia muito. Por exemplo, em um determinado momento a Dru estava divagando sobre seus sentimentos e depois de 15 páginas a autora volta a colocar a Dru divagando sobre os mesmos sentimentos já apresentados anteriormente e isso se repete depois de mais algumas páginas. Ao meu ver isso passa a imagem de encher linguiça.  

Fora isso, a história é muito boa.

O primeiro garoto apresentado na história se chama Graves, ele é descrito como um mestiço de oriental de olhos verdes, a Dru não tem certeza se acha ele bonito pois ele é um garoto de 16 anos alto e magrelo, meio esquisito por sua aparência de gótico.

"Ele tinha uma cara de bebê, tipo as que a maioria dos rapazes xinga ao olhar no espelho, que não combinava com o próprio nariz nem com as maçãs do rosto. A espécie de cara indesejável para alguns mestiços, quando eles não puxam a carta da beleza. Dava a ele a cara de uns 12 anos, a não ser pelo fato de ser bem alto..."    

Eu gostei bastante do Graves, ele é a sua maneira um garoto gentil, engraçado, e tem toda uma atitude fofa quando fala com a Dru. Já de cara dá para notar que ele é o cara romântico da história.

O segundo rapaz a dar as caras aparece quando o circo já esta pegando fogo, e ele já chega salvando a vida da Dru. Seu nome é Christophe e logo de inicio você já sabe que ele vai ser o badboy, o gostosão.

"Ele baixou a arma e me observou de lado. Tinha olhos azuis, como os meus, mas de um azul frio e muito claro, como o céu matinal antes de ficar nublado. Azul de inverno..."

O que falar de Christophe? Ele é incrível. (Nem vou comentar que eu tenho um fraco para os badboys =D ).
Christophe é um meio vampiro de muitos anos, neste primeiro livro não fica claro a verdadeira idade dele. E por mais que ele faça as pernas da Dru tremerem o tempo todo (as minhas também), confesso que não dá para não se apaixonar por ele. Ele é perigoso, todo malvado e irônico, com seu ar de "eu sou melhor que o Graves", é de suspirar o tempo todo. Principalmente quando ele chama a Dru por nomes fofos, como "Meu passarinho." ou "Minha pequena."

A Dru têm uma especia de sexto sentindo sobre algumas coisas, são sensações e odores que lhe ocorrem durante uma batalha ou quando ela conhece alguém. Quando ela esta com medo, sua boca se enche de um gosto forte de laranja e cera. Quando ela está ameaçada ela vê uma coruja branca que indica o caminho mais seguro para sua fuga. Já, sempre que o Christophe esta perto dela, ela sente um forte cheiro de torta de maçã assando. (Delícia!)

Pronto, com uma boa dose de sobrenatural, de mistério, de aventura e é claro um triângulo amoroso o livro está formado. Se eu recomendo o livro? Com certeza. 

O livro contém algumas gírias. Exemplo, "você" transformou-se em  "cê" e "vamos embora" em "vambora".
Não é algo que me incomodou. Então, continuei a leitura tranquilamente. ^^

Já estou lendo o terceiro livro desta série e estou adorando. Vou postar a resenha de todos eles.

Eu me despeço de vocês sem mais delongas. 
Espero que vocês tenham gostado. E se leram ou não este livro deixe a sua opinião nos comentários.




   

0 comentários:

Postar um comentário

Link

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Livros da Tarde Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos